FUNAI – “MAIS CACIQUES DO QUE INDIOS”

O ditado se confirma no Governo PT através do novo decreto assinado hoje pela Presidência da Republica. O decreto autoriza  a FUNAI a contratar mais 85 pessoas para ocupar cargos comissionados (aqueles sem concursos publico),  além de poder contratar mais 3.100 novos servidores através de concurso público em 2010.

Héé …..aos poucos a FUNAI passa a ter mais "cacique branco" para mandar do que índios para cuidar….

Com mais este ato do Presidente Lula, as perspectivas de 30 % de voto para Dilma feita pelo Ministro Paulo Bernardo deve valer, …. a final tudo vale em ano pré-eleitoral.

Por Valdir Edemar Fries

Sobre valdirfries

Téc. Agropecuário - 1980; Extensionista Rural da ACARPA/EMATER-Pr entre os anos 1981 a 1987, com serviços prestados nas regiões de UNIÃO DA VITÓRIA, CURITIBA, PATO BRANCO. Na região de MARINGÁ trabalhou mais especificamente na RECUPERAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE SOLO E ÁGUA - responsável téc. a nível de campo na implantação da adequação das estradas rurais nos municípios de FLORESTA E ITAMBÉ - Pr, concluindo os trabalhos do sistema de microbacias integradas em 100 % da área territorial dos dois municípios); PLANEJAMENTO E ASSESSORIA AGROPECUÁRIA - 1987 a 1996 em áreas do Estado do Paraná e do MATO GROSSO (Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sorriso); Secretário de agricultura e meio ambiente de Itambé - Paraná de 1988 a 1996; PLANEJAMENTO E ASSESSORIA PÚBLICA a partir de 1996, Com especialização na elaboração de planos de trabalho dos programas de governo; SICONV; De 1997 a 2010, realizou o acompanhamento e tramitação de processos de convênio de Municípios Paranaense junto aos Ministérios de Estado em Brasilia. PRODUTOR RURAL EM ITAMBÉ - PARANÁ; A partir de 2008, tem se dedicado principalmente nas atividades da produção agrícola, e na edição de artigos relacionados ao AGRONEGÓCIO BRASILEIRO. Tem participado constantemente de Seminários e Fóruns de Debates do setor produtivo, e em manifestações públicas em defesa dos interesses dos Produtores Rurais em atividades além da porteira, sempre em busca de garantir e promover o desenvolvimento econômico e social do AGRONEGÓCIO BRASILEIRO.
Esse post foi publicado em Notícias e política. Bookmark o link permanente.