NA POLÍTICA TUDO É POSSÍVEL ACONTECER, NO AGRONEGÓCIO TUDO ACONTECE.

Podemos considerar que na POLÍTICA tudo é possível…Na política o que tudo “SE PODE” para fazer acontecer dentro de um cronograma de execução, planejado dentro das possibilidades de se transformar a realidade em beneficio de todos. Realidade que no entanto não vemos acontecer nas atividades públicas, apesar de ser possível, tudo que se planeja nunca se concretizada dentro de seu cronograma inicialmente previsto, e em muitos dos casos, NADA ACONTECE.

Na atividade pública, o que se planeja não acontece, as obras não se realizam por falta de investimentos em infra estrutura, e de outro lado a infra estrutura existente se deteriora pela falta de aplicação dos recursos de custeio dos serviços de manutenção, levando o País a mergulhar numa crise econômica e consequentemente num caos social, provocando perdas de crescimento econômico a diversos setores da sociedade, comprometendo principalmente o desenvolvimento do próprio País.

No AGRONEGÓCIO, as atividades também são realizadas de forma planejada, embora tenha a limitação de um período de tempo de execução, tudo é cronometrado em horas de trabalho para se implantar as atividades programadas dentro de cada época determinada.

Do plantio até a colheita tudo PODE acontecer…A questão do clima sempre foi uma das preocupação do produtor rural, as intempéries climáticas interferem diretamente nos resultados, porém a gestão das atividade programadas são executadas…Os investimentos em tecnologia, implantação e manejo das lavouras, colheita e transporte, também a necessidade de manutenção das maquinas e equipamentos que são realizados periodicamente porque tudo acontece, e sabendo que acontece, tudo esta em pleno funcionamento para não se perder o período mais adequado para se realizar as operações que as atividades agropecuárias exigem…

Na POLÍTICA as exigências de investimentos e custeio das atividades também existem, e TUDO É POSSÍVEL se realizar, e ou melhor tudo que “SERIA POSSÍVEL” ser realizado dentro do cronograma planejado, na maioria dos casos NÃO acontece.

As limitações e ou a corrupção dos recursos destinados para investimentos em infraestrutura e ou na manutenção das atividades e nas obras públicas, sejam elas de logística, saneamento, saúde e educação, levam ao comprometimento do desenvolvimento econômico e social…E ao final quando os investimentos não acontecem, TUDO É POSSÍVEL inclusive para JUSTIFICAR a falta de investimentos e ou da corrupção destes…

TUDO É POSSÍVEL para se maquiar os resultados negativos de uma POLÍTICA ECONÔMICA mal sucedida que vem corrompendo o crescimento de um País que tanto produz…

Seguindo desta forma, sempre iremos nos deparar com os questionamentos feito em meio a sociedade…O QUE PODE ACONTECER???

…Bem, na política tudo é possível, e pode acontecer…Já no agronegócio tudo acontece…

Em 2014 o agronegócio deve enfrentar de tudo…clima, pragas, preços, estradas e portos, sem saber dos resultados econômicos, no entanto o produtor rural já sabe que tudo acontece portanto deve fazer acontecer…a começar pelos investimentos com a tecnologia para garantir os melhores resultados, na esperança de que estes sejam sempre positivos.

Na politica, a sociedade vai enfrentar as urnas na certeza de que todo e ou qualquer resultado é possível, desde que a sociedade se conscientize e faça acontecer as mudanças necessárias na política para obtermos os melhores resultados, do contrário tudo que é possível…nunca ira acontecer.

Por Valdir Edemar Fries – Produtor rural em Itambé, Pr.

Sobre valdirfries

Téc. Agropecuário - 1980. Extensionista Rural da ACARPA/EMATER-Pr entre os anos 1981 a 1987, com serviços prestados nas regiões de UNIÃO DA VITÓRIA, CURITIBA, PATO BRANCO. Na região de MARINGÁ trabalhou mais especificamente na RECUPERAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE SOLO E ÁGUA - responsável téc. a nível de campo na implantação da adequação das estradas rurais nos municípios de FLORESTA E ITAMBÉ - Pr, concluindo os trabalhos do sistema de microbacias integradas em 100 % da área territorial dos dois municípios). PLANEJAMENTO E ASSESSORIA AGROPECUÁRIA - 1987 a 1996 em áreas do Estado do Paraná e do MATO GROSSO (Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sorriso). Secretário de agricultura e meio ambiente de Itambé - Paraná de 88 a 1996. Vereador em Itambé - 97 a 2000. PLANEJAMENTO E ASSESSORIA PÚBLICA a partir de 1996, Com especialização na elaboração de planos de trabalho dos programas de governo; SICONV; De 1997 a 2010 realizou o acompanhamento e tramitação de processos de convênio de Municípios Paranaense junto aos Ministérios de Estado em Brasilia. Produtor Rural - Itambé Pr, a partir de 2008 tem se dedicado principalmente nas atividades da produção agrícola e na edição de artigos relacionados ao AGRONEGÓCIO BRASILEIRO.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.