VAMOS À COLHEITA

O Paraná deve intensificar os trabalhos de colheita no decorrer desta semana, semana que sera marcada com o evento de abertura oficial da colheita, que deve acontecer neste final de semana no Município de Quarto Centenário Pr. Evento que será repercutido em todo o território Brasileiro, através do Programa Mercado & Companhia e do Rural Noticias em suas edições através do Canal Rural, que deve transmitir toda solenidade – (PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO EVENTO CLIQUE AQUI)

Devemos lembrar que as lavouras que estão sendo colhidas nesta semana na região do Noroeste do Estado, foram implantadas/cultivadas no final do mês de setembro, e são muitas destas áreas de lavouras que apresentam índices de perdas de produtividade avaliados entre 15 a 20% em relação as estimativas iniciais.

As perdas se deram devido a baixa precipitação pluviométrica do mês de dezembro de 2013 que provocou a queda de vagens, no entanto, com o acumulado de 320 milímetros de chuva que aconteceu nos últimos 30 dias em boa parte das lavouras do Oeste e Noroeste do Estado do Paraná, propiciou condições para boa formação de grãos, o que vem garantindo uma produtividade de 45 a 55 sacas por hectare chegando até a 60 sacas em alguns casos em lavouras colhidas em Itambé e Floresta, dependendo da variedade cultivada e da distribuição das poucas chuvas que aconteceu em dezembro.

PRÉ COLHEITA 2014 003

As chuvas que vem ocorrendo, embora localizadas, e ou mal distribuídas, onde acontece é benéfica para manter a umidade do solo e garantir a produtividade das lavouras de soja que estão em faze de frutificação, e também para o milho que esta sendo plantado. Porém já é preocupação para os produtores que tem a soja pronta para colher, devido aos riscos de perda em caso de chuvas de granizo e vendavais, bem como a operação de colheita quando realizada em solo com excesso de umidade provoca a compactação do solo, fator negativo na prática de manejo do solo das áreas de plantio direto…

CHUVA EM ITAMBÉ 003

…Após enfrentar o que sempre enfrentamos, iniciando pelas pragas fungos e doenças de inicio e final de ciclo, a estiagem, as chuvas bem ou mal distribuídas, ….VAMOS A COLHEITA, dispostos a enfrentar de tudo e a todos, as chuvas na colheita é apenas uma das preocupações entre tantos….Tantos problemas e entraveis que o mundo político nos reserva…Sempre muito debatido, mas nunca resolvido.

Por Valdir Edemar Fries.

Sobre valdirfries

Téc. Agropecuário - 1980. Extensionista Rural da ACARPA/EMATER-Pr entre os anos 1981 a 1987, com serviços prestados nas regiões de UNIÃO DA VITÓRIA, CURITIBA, PATO BRANCO. Na região de MARINGÁ trabalhou mais especificamente na RECUPERAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE SOLO E ÁGUA - responsável téc. a nível de campo na implantação da adequação das estradas rurais nos municípios de FLORESTA E ITAMBÉ - Pr, concluindo os trabalhos do sistema de microbacias integradas em 100 % da área territorial dos dois municípios). PLANEJAMENTO E ASSESSORIA AGROPECUÁRIA - 1987 a 1996 em áreas do Estado do Paraná e do MATO GROSSO (Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sorriso). Secretário de agricultura e meio ambiente de Itambé - Paraná de 88 a 1996. Vereador em Itambé - 97 a 2000. PLANEJAMENTO E ASSESSORIA PÚBLICA a partir de 1996, Com especialização na elaboração de planos de trabalho dos programas de governo; SICONV; De 1997 a 2010 realizou o acompanhamento e tramitação de processos de convênio de Municípios Paranaense junto aos Ministérios de Estado em Brasilia. Produtor Rural - Itambé Pr, a partir de 2008 tem se dedicado principalmente nas atividades da produção agrícola e na edição de artigos relacionados ao AGRONEGÓCIO BRASILEIRO.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.